Buscar
  • Conectando Sorrisos

5 dicas de saúde para os idosos

Os nossos avós geralmente estão presentes em todas as lembranças mais doces, felizes e amorosas da nossa vida, principalmente as da infância.

Assim, para agradecer e homenagear quem sempre esteve ao nosso lado, nesse dia todo dedicado a eles, elencamos a seguir 5 dicas para cuidados a saúde dos nossos queridos vovôs.

1. Acompanhamento médico regular e especializado


É muito importante ter um acompanhamento médico e estar em dia com os exames, principalmente para a população idosa. Isso ajudará a prevenir possíveis doenças ou disfunções e tratar aquelas enfermidades já diagnosticadas.

É importante também, a participação da família nas consultas; queremos nossos avós com saúde e bem-estar, não é mesmo?! Sendo assim, é necessário estimulá-los e demonstrar para eles a importância do acompanhamento médico e o cuidado com a saúde.

2. Alimentação balanceada


Uma boa alimentação é cuidado para todas as fases da vida: previne doenças e melhora a disposição. Para a saúde do idoso, é ainda mais importante! O corpo tem outro ritmo e os órgãos já não funcionam na mesma velocidade de antes, havendo uma redução na absorção de nutrientes necessários.

É importante o acompanhamento por um nutricionista, é ele quem irá montar a dieta de acordo com as condições e necessidades do idoso.


3. Prática de atividade física


A prática regular de atividades físicas melhora a disposição para as ações cotidianas, ajuda a prevenir e tratar de doenças, mantém o idoso ativo e pode se tornar um momento de sociabilidade entre outros idosos, ou membros da família.

Para escolher o exercício que melhor se adeque à saúde de cada idoso, o acompanhamento de um profissional especializado é essencial.


4. Cuidados na casa


A casa, o lugar do aconchego e da segurança pode, muitas vezes, tornar-se um dos espaços de maior risco para o idoso se não estiver adaptada para as suas novas necessidades atuais.

Para isso, garanta que as escadas são seguras instalando corrimãos e pisos que não sejam escorregadios. Os banheiros, que possuem superfícies úmidas, devem ter atenção redobrada. Os móveis tenham se possível extremidades arredondadas para evitar que os idosos se machuquem. E nada de cabos e fios espalhados por aí pois além da possibilidade de choque elétrico, caso tropecem a perda do equilíbrio pode levar a fraturas graves.


5. Diálogo e escuta atenta


Sabemos como os idosos gostam de uma boa conversa, não é mesmo? Porém muitas vezes eles não encontram pessoas disponíveis para escutar as histórias do seu tempo. É essencial que o idoso se sinta acolhido, amado, valorizado e útil ainda que possua limitações. Saiba dar atenção, evite interrompê-lo ou pedir que fale depressa, não grite e também não se irrite caso eles se esqueçam que já lhe contaram alguma coisa.

A conversa permite que os idosos exercitem a sua memória, a sua fala e também permite que transmitam os seus conhecimentos e histórias valiosas.

Aos sábios de cabelos brancos, do olhar profundo, das rugas na fronte e na face, sinais da experiência; seu amor infinito e sua memória eterna.

Rafaela Carvalho

Estudante de Enfermagem e Voluntária da Ong Conectando Sorrisos

53 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo